sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

BIOGRAFIA DO PASTOR OSCAR DOMINGOS DE MOURA


Nascido no dia 15/02/31, natural de Afonso Cláudio – ES, Pastor Oscar Domingos de Moura veio para Vitória no ano de 1948. Trabalhou como trocador de ônibus e foi convidado para servir o exército. Ingressou no futebol profissional no Vitória futebol clube, dedicava sua saúde física à prática de esportes, apegando-se sempre as coisas materiais. Em 1955, ingressou na Cia Vale do Rio Doce para trabalhar e jogar futebol. Foi proprietário de bares e boates até o ano de 1966. No seu bar um indivíduo tomou cervejas e não tinha dinheiro para pagar, deixando empenhado como promessa de pagamento um exemplar do Novo Testamento. Naquele ano seu irmão Nilson teve hepatite e veio a falecer. O que deixou Oscar Moura muito deprimido. Buscando consolo e respostas para o sentido da vida, tomou o Novo Testamento empenhado e leu as promessas de vida, para todo aquele que crer. Foi convidado a ir a uma Igreja, e fez uma visita a um culto na AD em Vera Cruz – Cariacica – ES. Ouviu um hino do conjunto do circulo de oração e a pregação do Pr. José Alvarenga Sobrinho, naquele dia seu coração não resistiu e o homem bravo e até mesmo temido pelos colegas de trabalho, foi quebrantado em meio ao fogo pentencostal, aceitou ao Senhor Jesus como Salvador, Deus iniciava ali uma grande obra. Passado alguns meses, foi batizado pelo Pr. Waldomiro Martins Ferreira, nas águas do rio Tucum, em Cariacica. Passou a reunir na AD em Jardim América, que tinha a direção do Pr. Ambrosino Barbosa. Foi consagrado ao diaconato em 1969, e ali serviu como Porteiro e professor da Escola Dominical. Em 1973 recebeu um convite do Pr. Edmundo Alves Oliveira para dirigir uma congregação em Santa Inês, Vila Velha, ali trabalhou como diácono até 1977, e foi aprovado o seu chamado para o pastorado, pois a curto prazo a congregação já estava lotada. A partir daí, o Pr. Moura comecçou a edificar a obra de Deus, construindo inicialmente, como Pr. Presidente, a Igreja em Jardim Colorado. Conhecido como pastor construtor de Templos, Oscar Moura ajudou na construção da AD em Aribiri. Hoje com alegria e humildade, se orgulha em ter contribuído para o sustento da obra Missionária na Bolívia e no Sertão do Nordeste e com a construção de mais 40 igrejas, inclusive em outros estados, SP, RJ e PB, todas são igrejas próprias. Casado com a irmã Nilce de Moura, criou 9 filhos com grande dificuldade, mas sempre conduzindo-os no caminho do Senhor. No ano passado, seu filho Diácono Oldair, passou para a eternidade, quando conduzia o veiculo, viajando juntos em prol da Obra de Deus, em Linhares. Foi uma grande provação, o carro foi completamente destruído e o Senhor poupou-lhe a vida, mantendo as promessas. Na CADEESO atuou na Junta Conciliadora, CECAM e outros órgãos. Exerceu as funções de 3º e 2º e 1º vice presidente. Por força estatutária, assumiu a vacância do Cargo de Presidente da CADEESO no ano passado, e agora tendo sido aclamado presidente, quer cumprir um ardente desejo que há anos Deus colocou em seu coração; construir a sede administrativa da Convenção. Pr. Oscar Domingos de Moura alcançou de Deus um legado para edificar igrejas. Seus colegas ministros acreditam que Deus lhe permitirá realizar este grande sonho, que muitos dos antigos desejaram e hoje é o desejo maior, mesmo dos mais jovens ministros da CADEESO.

2 comentários:

Pr. Robson Aguiar disse...

Parabéns pela postagem Pb. Gustavo.

PASTOR JOSE RAIMUNDO disse...

E SO VITORIA ESTE PASTOR E O NOSSO PRESIDENTE

Postar um comentário